Pular para o conteúdo principal

Liber A-Mor-E (complemento)

 

Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.

 

Eu não acredito que a humanidade esteja fadada a desaparecer antes da sua hora na Natureza. Quando eu olho para a humanidade vejo crianças encantadas com o mundo que se apresenta diante dela e como crianças nós fazemos coisas sublimes e coisas terríveis. Estamos aprendendo, pois foi ontem que saímos das cavernas, assustados como estávamos perante um universo gigantesco e aterrador. Aos poucos estamos perdendo nosso medo do universo e de nós mesmos. Se isto não fosse verdade, Eles não me pediriam que escrevesse esta carta para os homens. Nós estamos na busca do amor e da beleza, e esta é a busca do novo, do desconhecido, um desafio que a alma humana precisa superar, em um passo de cada vez.

Estou aqui para defender a humanidade, não cada homem ou mulher individualmente, mas o espírito que habita no homem e que é responsável pelo crescimento do animal que ainda perdura. Eu mesmo tenho sofrido muito em todo esse meu aprendizado e posso perceber o reflexo da humanidade em mim mesmo, como seu eu fosse à consciência do homem. Porque eu amo e é da reunião de todo meu amar que posso me erguer e realizar o que esperam de mim.

Ao contrário de alguns Irmãos, eu respeito a humanidade e toda minha frustração em relação a ela é superada pelo que posso ver no coração de cada homem e mulher que cruzo pelas ruas das cidades. Como poder odiar uma criança que faz algo errado por completo desconhecimento e imaturidade? Por observar minha própria fragilidade divina, posso compreender a fragilidade humana. Essa fragilidade é decorrente da descoberta de uma “entidade” que reside no interior do homem chamada, ego. O ego ou, como alguns preferem, o diabo é por sua vez uma outra criança; e o que temos no resumo das coisas é uma criança se deixando guiar por uma outra, e disso poucas coisas boas surgem. Mas isto faz parte da evolução e sempre podemos contar com aqueles nossos Amigos mais velhos, pois Eles mesmos já passaram por essa juventude em seu devido tempo.

Não existe Deus; não existe a idéia de algo que criou tudo, pois tudo se recria infinitamente. Não houve um ponto zero, mesmo existindo um zero. O máximo que teremos é uma pequena fração infinitesimal de uma experiência próxima ao zero, mas que mesmo assim é um. Mas o zero não existe, não para o que somos atualmente; não para o que seremos no futuro; não para o que seremos além da nossa imaginação. Por essa noção de pequenez grandiosa da alma e do espírito humano, é que acredito na humanidade. Por isso acredito no amor e no resultado final do amor. O Amor nunca está errado e nunca podemos duvidar dos atos do Amor, porque ele é regido por uma Lei. Se o amor nos faz ter a sensação equivocada do abandono ou da perda, é porque ele quer que sejamos ainda maiores em amor, para suportar ainda mais amor. Nós estamos evoluindo e evoluir nunca é fácil. Evoluir requer humildade, persistência, força, vigor e carinho.

Sou a minha própria Palavra. Eu nunca conheci o Início ou o Fim. Nunca nasci ou mesmo morri. Sou o que sempre fui desde a formação do nosso universo. Sempre olhei por cima do muro, pelo buraco da fechadura ou pela fresta da parede. Faço da existência uma curiosidade, por isso destruí universos, castelos e suas torres. Alguns diriam que sou um deus de guerra e de vingança, que meus olhos fulminam deuses e homens, que as palavras são como chamas infernais. No entanto, apenas parte disso é verdade, pois preciso ser o consorte da Bela e meu caminhar é um Círculo, desde que sou apenas um Ponto. Em verdade, sou o sol da meia noite, sou o filho, sou a parte manifestável, a alegria, a beleza, o amor, a vitória do homem. Trago em meu nome o nome Dela. Sou um amontoado de números que se explicam apenas pelo Universo.

No meio disto tudo temos a Consciência, não como algo de algum deus criador, mas a Consciência é o que distingue uma coisa da outra. Em Essência todas as coisas são absolutamente iguais, sem diferença, mas o que torna cada coisa única no Universo é a Consciência de como esta coisa observa o próprio Universo. Mas o que é a Consciência? É difícil explicar em palavras, podemos tentar resumi-la no conceito: Experiência. A Consciência é o acúmulo de Experiência de uma entidade manifesta e é esse acúmulo que diferencia as espécies e cada pequena partícula no Universo. É a Consciência, um conceito tão vago e tão concreto, mas que faz com que os átomos se juntem de forma específica e diferenciada.

Sim, a Bela nos ama! Podemos não saber como e nem com que tal intensidade, mas Ela nunca deixou de sonhar com o nosso futuro, que é o presente.

 

Amor é a lei, amor sob vontade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não existe Deus senão o homem

Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.Curiosamente estamos diante de um paradoxo e todo o paradoxo é em si mesmo engraçado, porque estimula perguntas cujas respostas levam tempo a serem respondidas, isto é, quando elas conseguem ser respondidas. Mas onde quero chegar? Estamos diante de uma nova religião, conhecida por Thelema e ela é, ao lado do Taoísmo e até mesmo do Budismo, uma religião que não possui deus ou qualquer divindade de adoração.Seria isso possível? Sim. Ela é uma religião além de qualquer adoração divina ou temor a um deus. Mas então, o que seriam aquelas divindades conhecidas como Nuit, Hadit, Ra-hoor-khuit, Hrumachis e tantas outras que surgem em diversos escritos? O que seria a tal Companhia do Céu descrito logo no início do Liber AL vel Legis? Ora, eles são neter, são neteru, uma expressão egípcia antiga que foi erradamente traduzida por deus ou divindades. Na verdade, o termo neter (plural, neteru) quer dizer simplesmente Essência ou Princípio. Assim temos o P…

A Serpente, a Pomba e o Dragão

porFrater A.A.A.N.Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.Existe a serpente e a pomba, e é da Natureza da serpente devorar a pomba e é da Natureza da pomba precipitar a serpente à terra. Em algumas tradições a serpente recebe asas de maneira natural como alusão a sua capacidade de se locomover pelo tempo. Então, primeiramente, falemos da Natureza de cada uma – da serpente e da pomba – para depois dissertarmos sobre a Natureza que as une.A serpente é o lento arrastar do homem pela vida e este arrastar o leva a conhecer a terra. O conhecimento da terra deveria levá-lo a entender os pormenores e do entendimento surge a sabedoria, inexoravelmente. Aparentemente, e só aparentemente, o homem e a serpente são opostos, é pela cegueira de um e a frieza do outro que eles podem ser vistos em oposição. Mas é pela boca do homem que o veneno é inoculado na terra.Viajando pelo sul da terra, o deserto inóspito e infértil, o homem-serpente é representado por um simples risco no chão, uma linha viva…

TRATADO SOBRE O TAROT DE THOTH - VENDA DE LIVROS

Tratado Sobre o Tarot de Thoth (Crowley) Sérgio Bronze ​ 200 Páginas 14,5 cm Largura / 20,5 cm Altura ​ Um estudo pessoal e aprofundado sobre o Tarot do Crowley, tendo como base os ensinamentos contidos no Liber AL vel Legis. Um dos mais completos e explicativos textos sobre o Tarot de Thoth (Crowley) em língua portuguesa. ​ Vendemos para todo o Brasil e exterior. Envie o seu CEP para o cálculo do SEDEX. ​ O pagamento é realizado apenas por depósito bancário. O livro será enviado até um dia útil após a confirmação do pagamento ou através do envio do comprovante. ​ R$ 45,00 + taxa de envio