Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010
Eu te adoro em nosso templo secreto e bebo de ti a minha própria vida vermelha, grossa, vital...Como é terrível te amar!Como é abominável pertencer apenas a ti!Ó, como sou feliz em ti!Ninguém pode imaginar como posso te amar, sem dor e sem prazer. Tu és a suavidade do campo de batalha e a sanguinária no leito dos amantes. Sou duplo e sou um, mas sempre por ti.Te amar é conhecer a morte. Teu sexo é minha morte: vida. Posso ter tudo em ti e mesmo assim não quero nada.De todas as tuas filhas amadas e desejadas, amo e desejo mesmo é a ti.